Para visualizar em tela cheia, tecle F11

 

 

 

 

 

 

 

 

     
 

P a i ,

Tu és a saudade do meu tempo de criança,
És a presença sempre certa na hora dura,
És aconchego e és a luz em forma pura,
És a coragem que norteia a minha andança.

Quando me vejo qual bichinho em mata escura,
Tu és o farol que ronda-me a esperança
De renascer no fundo de água mansa,
De ver na vida a ponte mais segura.

A tua presença é a Paz nos meus sentidos,
Os teus conselhos são nos meus ouvidos
O eterno eco a conduzir-me ao Bem.

Tu és semeadura que me trouxe à vida.
Sou tua colheita forte e destemida.
Meu coração pulsando é o teu também!

 
     
 

São Paulo/SP - 24 de julho de 2006 -
Direitos Autorais Protegidos
Copyright©2006

 
     
     

 

 

Angela Stefanelli de Moraes

Webdesigner

 
 

Atualizada em 22/07/2010

 

 

 

A Tag acima, foi  formatada por Marilena Basso,

do Cantinho da Lena