Para visualizar em tela cheia, tecle F11

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando nasce um poeta de verdade,
Todas as estrelas fazem festas,
Ficam mais verdes todas as florestas,
E as aves cantam de felicidade!

 

Quando nasce um poeta de verdade,
As cordilheiras juntam suas arestas,
Todas as almas quedam mais honestas,
Mais cresce o reino da imortalidade.

 

Quando nasce um poeta de verdade,
O sol confirma a sua eternidade,
E a lua se orgulha de brilhar no escuro.

 

Quando nasce um poeta de verdade,
Banha-se a Vida em luminosidade
De luz eterna e de um amor mais puro!

 

SP/SP - 16 de outubro de 2005 -
Direitos Autorais Protegidos
Copyright ©2005

 

 

 

Respeite os

Direitos Autorais

Amor & Sonhos

 

 

 

Atualizado em 22/07/2010