Para visualizar em tela cheia, tecle F11

 

 

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sabendo-te vivo e presente,

sinto-te mais que distante;

busco-te por intrincados caminhos

e  anseio por encontrar-te

nas curvas do não sei quando

nas retas do não sei onde.

Enquanto não chegas

vou caninhando

revolvendo segredos

guardados no calor da tarde;

versos aflitos

escorrem por entre meus dedos:

chamas de amor gotejando em arte.

 

Todos os Direitos Reservados à Autora

 

Respeite os

Direitos Autorais

Amor & Sonhos

 

Atualizada em 23/07/2010