Nós, ignorantes de nós mesmos,

pedimos muitas vezes

os nossos próprios males

que o Poder Sábio nos nega

para o nosso bem.

Assim, ganhamos ao perder

 as nossas orações

 

(William Shakespeare)

 

 

 

 

 
 

03/08/2010