Para visualizar em tela cheia, tecle F11

 

 

 

 

 

 

Querido Tio Alberto

 

 

 

Desde a infância

ouço histórias da sua vida

e vivo o encanto de cada Poema seu.

 

 

Quantas vezes

enternecida 

senti vontade de abraçá-lo,

pelo exemplo de vida 

que nos deixou,

pautado no amor e simplicidade 

desprendimento 

e muito otimismo.

 

 

Quanto eu lamento 

não ter o mesmo talento 

para prestar-lhe a sonhada homenagem:

grandiosa,

condigna.

 

 

Mas, 

onde quer que esteja,

neste Universo sem fim,

quero que sinta orgulho da sobrinha

que apenas herdou:

a sensibilidade

o Amor às pessoas

o respeito ao próximo

e

o carinho pela poesia.

 

 

Deixo esta homenagem singela

vinda do fundo da minha alma

e

deixo também a promessa

de me empenhar

para seu nome sempre honrar.

 

 

 

Todos os Direitos Reservados - Abril/2002

 

 

 

 

Atualizada em 09/07/2010